O motor elétrico é um acessório de primeira necesidade para um pescador esportivo, além da navegação em barcos de apoio em embracações maiores  eles são fundamentais para o sucesso de uma boa pescaria veja porque.

Para começar um dos pontos positivo dos motores elétricos são que geralmente não poluem o ambiente, em sua operação não há nenhuma emissão de poluentes, fumaça ou resíduos. A  sua velocidade vária de acordo com o tipo de embracação e de sua potência, um modelo intermediário como o 44 libras possui 5 velocidades para frente e 2 velocidades de marcha ré.

Esses equipamentos são extremamente silenciosos e locomovem sua embarcação em qualquer localidade de pesqueiros e nem os mais  ariscos peixes irão perceber sua aproximação, oferecem durabilidade e praticidade.

Muitos dizem que os motores elétricos são responsáveis por 80% dos resultados positivos na pesca com iscas artificiais, outro fator que fez o crescimento da utilização de motores elétricos é o preço, hoje em dia pode-se comprar um motor elétrico com investimento similar a uma boa vara de pesca ou carretilha.

Os motores com comando manual podem ser adaptados tanto na popa como na proa do barco, sendo que na proa o seu rendimento será indiscutivelmente melhor. Geralmente podem ser adaptados em qualquer modelo de barco ou bote inflável, mais alguns pescadores já adaptaram motores elétricos em seus caiaques e canoas.

Uma das grandes dúvidas de quem vai comprar seu primeiro motor elétrico sempre está relacionada ao consumo de bateria, a média de consumo fica entre 10 Amperes/hora, ou seja uma bateria de 100 Amperes irá fazer o motor funcionar durante 10 horas de uso contínuo, mas nesta conta também temos que levar em consideração os ventos, fluxo da água, tamanho do barco e peso, pois esses fatores podem fazer o gasto do motor aumentar consideravelmente.

Vale a dica de sempre verificar se a bateria está com a carga máxima antes de sair para pescar para não ficar em apuros, sempre é bom colocar a bateria para recarregar assim que chegar da pescaria, sempre é bom utilizar carregadores mais lentos pois com isso a vida útil da bateria será prolongada.

Existem motores para água doce que se tiverem contato com a água salgada concerteza ficarão danificados, mais para os pescadores de água salgada existem os motores marinizados ou anodizados que são fabricados para suportar a água salgada, graças ao ânodo de sacrifício que foi desenvolvido para proteger as portes do motor imersas na água salgada.

Motores médios como os de 44 libras podem ser utilizados como motores principais em pequenas embarcações, em outras palavras serão os substitutos dos remos, também podem ser utilizados como motores secundários em embarcações de maior porte. Para barcos de 4 a 5 metros de comprimento motores a partir de 34 libras já são suficientes, é claro que se o comprimento do barco bem como a carga forem aumentando devemos reforçar também a potência do motor.

Abaixo um vídeo do maior pescador de robalo do Brasil, Nelson Nakamura. Veja como o motor auxilia na posição para o arremesso e na hora da briga com o peixe.