Até pouco tempo atrás aqui nas praias do norte Catarinense, quando os grandes cardumes de manjuba encostavam na  praia era possível ferrar alguns bons exemplares de robalos, badejos e outros bons predadores pescando perto ou até mesmo dentro dos cardumes na beira da praia. Com o avanço da pesca de atum que usa esses pequenos peixes como atrativo em alto mar, encontrar esses cardumes é quanse tão difícil quanto conseguir fisgar um belo exemplar, desde então não conseguimos fazer boas pescarias de beira da praia com iscas artificiais.

Iscas tipo camarão e manjuva são as mais eficientes
Camarão Maré

Os modelos mais usados são plugs de Meias Água,  Maré, com peso entre 6g e 20g dependendo do mar, com mar mais bravo o ideal é uma isca mais pesada, evitando que seja carregada fácilmente pela onda. Pode-se inclusive anexar um suporte hook ao jig, ajuda bastante.

Na maioria das vezes íamos pela praia seguindo os cardumes de manjuba, muitas vezes pelo ataque dos predadores os cardumes praticamente morriam na praia, fugindo dos ataques constantes. Para essa modalidade costuma-se usar varas entre 1,98m (6’6) e 2,10m (7′) com molinetes ou carretilhas equipados com linhas monofilamento 0,30 ou multifilamento entre 0,19mm e 0,32mm que permite arremessos mais longos.

O uso de um lider de fluorocarbon também é recomendado devido a longas brigas com robalos que podem sovar e cortar o lider. A temporada de verão onde as águas estão mais quentes e após a trovoadas é o mais favorável para essa prática. O horário mais indicado é o final da tarde e o amanher do dia de preferência com maré alta.

Aqui podemos ver um vídeo da equipe do Show de Pesca praticando essa modalidade, eles conseguiram fazer uma grande pescaria, unindo muita habilidade e sorte, vale conferir o vídeo.