As movimentações de alta e baixa da maré são fatores importantes para o sucesso de uma pescaria. As marés de alta e baixa ocorrem a cada doze horas, variando de horário conforme o local. Em geral, a pescaria é bem sucedida quando a oscilação de maré é maior, isto é, a água em maior movimento. Porém, movimento rápido demais pode prejudicar.As marés nada mais são do que as influências da Lua e do Sol sobre a água do globo terrestre. È claro que a Lua exerce influência maior por estar mais próxima da terra.

Ocorrem as maiores preamares (maré alta) e as baixas marés durante o período nas Luas Cheias e Novas, sendo que os pescadores com isca artificiais preferem Luas Minguante e Crescente, onde o movimento das águas é mais lento, possibilitando mais tempo de trabalho com a isca no ponto de maré. Esses casos dizem respeito principalmente a pesca do Robalo.

Um exemplo de como achar uma boa maré para a pesca do Robalo com iscas artificiais:
Observe este exemplo: 07:51 = 0,40cm / 13:09 = 1,40cm

Período de intervalos de marés é de aproximadamente 6hrs , neste caso há uma variação de 1mt, o que dividido com a carga horária e dá uma média 16 cm p/h. Essa situação, em alguns rios do litoral brasileiro seria uma boa maré para pesca com iscas artificiais.

Essa regra muda de rio para rio, em relação ao fluxo da água. No exemplo acima, essa corrida é um rio com uma calha maior de 30mts o que pode variar em outros rios com menor fluxo de água.

Por isso, o pescador, principalmente de Robalo com isca artificial, deve observar esses detalhes – o rio e a tábua da maré do local que se vai pescar e não esqueça que em alguns lugares encontramos diferenças (atraso ou adiantamento das marés), devendo-se somar o horário de verão em certas épocas do ano.

Outra observação é não escolher uma maré com altura acima de 1,30 m para determinados rios, pois isso faz com que a água entre no mangue e proporcione aos peixes maior quantidade de alimentos (o que diminui a possibilidade de fisgarem nossas iscas).

O fenômeno também se observa na baixa, onde as estruturas estariam sem água, exemplo maré de -0,20cm. È claro que estamos passando uma regra básica onde você, pescador terá de observar a melhor maré para o rio em que quer pescar, isso sem esquecer os exemplos acima citados.

Com relação às marés para praticar a pesca de praia, a maré alta apresenta uma maior chance de captura de robalos, bem como ostros predadores que encostam na beira para se alimentar dos animais que vivem nestes ecosistemas como corruptos e minhocas de praia. Nós pescadores aproveitamos o vazante para capturá-las e pescamos durante toda a enchente.

Consulte aqui a tábua da maré, leve em consideração o porto mais próximo do seu local de pesca, clique aqui.