A ponta da vara é essencial para o sucesso da pescaria, pois ela determina a ação da mesma, que varia entre as categorias leve, média e pesada. Outro fator importante é a sensibilidade, que permite a percepção da fisga do peixe, por isso ela deve estar em perfeito estado no momento da pesca. Nesta matéria, explicaremos como dever ser feito o conserto de uma ponta de vara de pesca, de uma maneira simples e correta, evitando que o seu equipamento seja descartado sem necessidade.

O processo será dividido nas seguintes etapas:

O primeiro passo consiste na retirada do passador,Retirada do Passador utilizando um estilete para remover a resina e o fio que os recobre. Vale resaltar que é importante retirar este excesso, pois como a ponta da vara vai entrar por denro da parte quebrada, qualquer resíduo pode impedir que a ponta entre

No segundo passo, de uma forma diferente do passador, deve-se retirar a ponteira da vara utilizando uma vela comum, acendendo-a e posteriormente colocando a ponteira um pouco acima da chama, fazendo com que o calor descole a ponteira, emitindo uma leve fumaça, esse é ponto ideal para a remoção. Atenção, não coloque a ponteira diretamente na chama durante muito tempo para evitar danos.

O terceiro passo é o um pouco mais simples, mas exige atenção. Com um arco de cerra, retire a parte da fibra danificada cortando-a, de preferência que seja bem próximo ao passador antecessor.

No quarto passo, é preciso fazer a marcação para recolocar a ponta da vara novamente em seu lugar, para isso, retira-se a tampa emborrachada que veda a passagem a até o ponto onde foi cortada a fibra. Após a remoção, introduza a ponta da vara e faça com que ela chegue até o ponto ideal.

Após a marcação vem o quinto passo, que é o corte das sobras da ponta dava vara. A retirada dessas sobras não é uma questão de estética, porque até mesmo ela não aparece, mas sim, uma retirada de peso fazendo com que a ponta da vara tenha mais sensibilidade e flexíbilidade.

A sexta etapa é uma das mais importantes é a colagem, com um estilete retire a tinta que recobre a fibra e faça pequenas ranhuras, isso facilitará no momento da colagem das duas partes.

Com a ponta já com a cola, é hora de iniciar o sétimo passo, coloque a ponta por dentro da fibra até chegar ao ponto ideal, esse método é chamado de transpassagem, onde é utilizada a força da gravidade para posicionar a ponta. Após o posicionamento puxe levemente a ponta para certificar que ela está ajustada corretamente.

A oitava etapa consiste no acabamento da ponta da vara, que deve ser feita com a resina, que também pode ser utilizada para colar a tampa emborrachada e a ponteira.

A nona etapa, crucial para o sucesso deste conserto, antes que a cola complete seu ciclo que secagem, alinhe a ponteira com o restante dos passadores. E por fim a décima etapa, a secagem.

Confira mais detalhes no vídeo que preparamos.